Mostrando postagens com marcador Poker. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Poker. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 27 de agosto de 2014




Antes de ontem, acabei cravando este MTT na fultilt, o que ajudou a dominuir um pouco o ferro que ando levando as últimas sessões, apesar de achar que venho jogando bem em 90% do tempo das sessões.
Já ontem, me registrei em vários torneios, a internet aqui da pousada em que estou (pois ontem e hoje dou aula em outra cidade) acabou caindo e só voltou quando já havia sido eliminado de todos os mtts em que estava.
Mas como tudo tem um lado bom, percebi ontem que venho avançando no quesito "paciência". Nas últimas sessões, venho me controlando mais, evitando os palavrões, as revoltas e o tilt e ontem fiquei absolutamente calmo quando vi que a internet não voltaria mais a tempo de continuar a sessão. Mesmo perdendo cerca de $100 dólares, pude ver que realmente o autocontrole vale à pena.

Segue o baile. 

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

3º no The Big $11!!!


Consegui ficar em terceiro no The Big $11  sexta feita em 8 de agosto.
Liderei boa parte da mesa final, acabei eliminando o Bruno GT que é um jogador que eu admiro bastante e poderia ter ficado em 1º se o Pokerstars não tivesse me pregado uma peça.
Quando restavam apenas 3, um dos jogadores sugeriu um acordo, mas como estava bastante confiante, jogando bem e com uma boa imagem na mesa, acabei não aceitando e logo depois acabei praticamente sendo eliminado com AJ. O vilão abre, eu 3beto com AJ, o vilão call e o flop 877. Eu cbeto, vilão call, turn J, vilão check eu check e no river vilão estoura, eu pago e ele mostra 88.. GG
Se tivesse aceito o acordo teria levado uns 9K. Não aceitei e acabei levando uns 6,5K, o que já está muito bom!!
Agora é continuar jogando e estudando e que venham outras!!

terça-feira, 29 de julho de 2014

Últimos resultados





Já faz algum tempo que não posto no blog porque ando um pouco sem tempo já que assumi o cargo de professor no IFAL em Santana do Ipanema que fica bem distante de Maceió.
Atualmente, trabalho 3 dias da semana e nos outros dias me dedico a estudar, planejar aula e jogar poker.

Como vocês podem ver, tenho conseguido alguns bons resultados e acabei subindo de buy in depois de alguns sucessos. 

Atualmente jogo torneios cujo buy in é de no máximo 17 dólares. Isto porque sigo uma gestão bem conservadora de 400 buy ins. Na verdade, não tenho pressa de subir. Quero jogar sem sentir a pressão de ter que ganhar e não ter que ver meu bankroll em perigo diante de uma bad rum ou mesmo diante de sessões ruins ou mal jogadas.

E pensar que meu buy in máximo em dezembro do ano passado era de 80 centavos.

Tenho organizado meus horários para também me dedicar durante 1 ou 2 horas por dia para estudar o jogo através de vídeos, mas admito que não venho seguido à risca minha programação, até porque ainda estou me adaptando às mudanças que vem ocorrendo na minha vida.

Um dos objetivos era ingressar no IFAL. Outro grande objetivo era conseguir ter o poker como uma fonte de renda complementar e graças a Deus tem tudo ido bem.
Agora penso em tentar galgar outras posições. Penso em fazer o doutorado e penso também em quem sabe num dia não muito distante, viver exclusivamente do poker. Mas isso é pra bem mais pra frente..

Uma boa tarde e até mais.


Francisco Júnior

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Quase 2 mesas finais!!

Olá. Só estou passando pra contar as novidades. Saiu hoje a nomeação do concurso. Tenho 30 dias pra fazer os exames e apresentar toda a documentação necessária para assumir o IFAL. Estou muito feliz. Tomara que saia tudo bem nos exames.

No poker, tô aproveitando pra grindar de 9 da manhã às 6 da tade. E hoje consegui chegar a uma pequena mesa final, onde o primeiro levava uns $250,00 e acabei ficando em 7o. Em outro torneio maior em que o primeiro levava $1200,00. Estava muito bem, cheguei a liderar o torneio algumas vezes, passei maior parte das mesas semi finais em 2o ou 3o, mas acabei caindo em 11o, depois de ter ficado meio short com 16 big blinds e de ter chovado do CO com K6o e o BU paga com QQ.

Mas no geral, estou feliz com o meu jogo. Ontem senti que joguei mal, mas hoje joguei mais focado e acho que joguei muito bem, tirando uma ou outra mão.

Agora é descansar, fazer alguns exames amanhã, assistir o jogo do Brasil à tarde e na quarta voltamos ao grind.

Abraço para os que acompanham.

Francisco Junior

sexta-feira, 13 de junho de 2014

2o no 5,50 - 5K Garantido


Não deu pra cravar, mas tá valendo.
Queria agradecer ao KKGustavoKK.. sinto que meu jogo melhorou e muito depois das 2 aulas que tive, principalmente depois da última aula sobre Small Ball.
Já recuperei o investimento do coaching e se Deus quiser virão muitos outros resultados.

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Mindset - Como sou um trouxa!


Se alguém lhe disser que é mais inteligente que você, ele não é. Se ele fosse, não daria a você essa informação, que faz com que você se coloque na defensiva. Isso é verdade no poker e também na vida, onde, no mínimo, você não quer que as pessoas achem que não são tão inteligentes quanto você, simplesmente porque isso pode fazer com que elas se sintam irritadas e inseguras, e então não lhe dar o que você quer.

Com isso em mente, permita-me dizer que não sou mais inteligente do que ninguém, e permita-me embasar o argumento com a lista de “Top 10 Motivos Por Que Sou um Trouxa no Poker”. Eu espero demonstrar, através desse exercício de honestidade, que a honestidade, até mesmo a honestidade dolorosa, é amiga do jogador de poker consciente, não inimiga. Eis, então, minha lista...

10. Eu Fico Convencido Quando Estou Ganhando. Muitas foram as sessões vencedoras que eu transformei em perdedoras ao confundir boa sorte com bom jogo. Algumas cartas chave podem ser a diferença entre garantir a vitória e garantir a derrota. Se eu sempre me lembrasse disso, meu próprio excesso de confiança não me causaria danos.

9. Eu Tento Acertar Draws Apertados. É incrível como sou capaz de calcular incorretamente a matemática simples de um draw quando o ego está em jogo. Eu sei que tenho apenas quatro outs, mas queimo qualquer etapa mental necessária (com visões de implied odds dançando na minha cabeça) para justificar o draw.

8. Eu Fico Cego de Raiva Quando Estou Perdendo. Não que eu seja mal educado, mas eu tendo a fazer tudo errado quando as coisas não estão a meu favor. Não há nada errado em deixar meu jogo mais tight quando a situação pedir, mas eu também deixo minha imagem mais tight, e um eu calado e mal humorado não faz bem aos meus interesses.

7. Eu Forço a Barra Quando Estou Com Sorte. Além de ficar convencido quando estou ganhando, eu nem sempre consigo consolidar meus ganhos sem perder pelo menos um pouco deles. Isso geralmente acontece quando eu superestimo minha força na mesa e imagem na mesa. Só porque eu estou acertando minhas mãos, isso não necessariamente significa que os outros jogadores vão me temer e desistir.

6. Eu Não Tenho Disposição ou Concentração. Depois de algumas horas jogando poker, mesmo em um jogo excelente, minha mente começa a viajar. Pode ser que eu não tenha nascido para jogar maratonas de poker. Eu gosto de fazer muitas outras coisas.

5. Eu Tenho Medo de Dinheiro. Não importa quantas vezes eu diga a mim mesmo que apenas as fichas e os resultados importam, eu ainda não consigo perder o medo de perder todo aquele... valor. Quando estou dentro de minha zona de conforto, estou bem, mas quando coloco — ai, Deus — um pagamento de hipoteca na mesa, começo a ficar com a autoconfiança desgastada.

4. Eu Permaneço em Jogos Ruins. Seja por inércia, orgulho ou negação, eu geralmente me convenço de que um jogo não está tão ruim quanto parece estar. Apesar da evidência diante dos meus olhos, eu consigo me convencer de que meus oponentes não são tão talentosos, enganadores ou inteligentes quanto realmente são. Deixar um jogo ruim é sinal de inteligência, não de covardia.

3. Eu Não Dou Continuidade às Minhas Decisões. Com que frequência você vê bons jogadores dando raise pré-flop, apostando no flop, apostando no turn, apostando no turn e eventualmente derrubando todos os adversários? Nós sabemos que eles nem sempre têm as mãos que estão representando. O que eles têm é a habilidade essencial de dar continuidade a uma decisão, mesmo que seja um blefe. Eu, por outro lado, com frequência desisto de prosseguir com uma decisão no flop, dando check no turn e no river se eu não tiver derrubado o field até então. Talvez eu esteja convencido de que não conseguirei fazer todos os meus oponentes desistirem, mas talvez eu esteja errado.

2. Eu Dou Call, Ainda Que Esteja Derrotado. Frequentemente, eu sei — simplesmente sei — que um oponente acertou sua mão. Não obstante, eu dou call. Sempre que eu me digo que estou pagando “pelo tamanho do pote” ou “apenas para mantê-los honestos”, na verdade eu estou pagando porque não consigo admitir a verdade: eu estou derrotado e sei disso, e deveria dar fold.
E a coisa nº 1 que eu faço de errado é...

1. Eu Fico Loose. Eu fico loose quando estou ganhando. Eu fico loose quando estou perdendo. Eu fico loose quando estou cansado ou agitado ou entediado. Eu fico loose... com o tempo. Eu começo jogando absurdamente tight, mas logo me vejo abrindo a válvula. Quando me dou conta, a torneira está totalmente aberta e eu estou jogando toda mão insana que minhas mãos insanas conseguem segurar. Eu acho que estou sendo livre, mas na verdade eu estou “frouxo” e totalmente descontrolado.

Ninguém joga um poker perfeito. Esse é um sonho que podemos almejar, mas não uma meta que possamos atingir. Diante dessa realidade, eu acho útil ser paciente e impaciente ao mesmo tempo; isto é, paciente o suficiente para perdoar meus erros e impaciente o suficiente para exigir mais de mim da próxima vez. Trata-se de generosidade de espírito, e isso é ótimo, mas é claro que só dá certo se formos capazes de reconhecer nossos erros.

A essa generosidade de espírito, some uma autoconsciência clara. Faça inventários frequentes e francos sobre suas forças e fraquezas, e use as descobertas para aprimorar seu jogo. Ao final de tudo, honestidade pode ser a melhor arma que tempos. Portanto, eu passo a bola para você: você consegue listar o top 10 de motivos porque você é um trouxa no poker? Eu lhe desafio a fazer uma avaliação franca e honesta dos erros que você normalmente comete — mas também daqueles que não comete.

Eu, por exemplo, não faço um buy-in pequeno, nunca. Eu não faço rebuy quando perco de maneira horrível, nunca. Eu não culpo o azar ou um carma ruim por maus resultados, nunca. Eu não repreendo dealers ou outros jogadores, nunca. Eu não peço trocas de baralho ou de fichas, nunca. Eu não aposto mais do que posso perder, nunca. Eu não fico enfurecido, nunca (exceto comigo mesmo por fazer jogadas totalmente idiotas; mas logo me recupero). Eu não jogo quando estou bêbado, nunca.

Eu espero que você entenda que essas informações — tanto as boas quanto as ruins — são, em última análise, apenas informações. Você não precisa ser particularmente esperto para usar informações úteis.
Mas você não é particularmente esperto se não usá-las.

Texto de: John Vorhaus (Ótimo texto para reflexão)
Site do autor: John Vorhaus | Meet Radar Hoverlander « John Vorhaus

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Como jogadores não-logicos sao bem sucedidos



Eu sou uma pessoa muito lógica. Eu pensava que pessoas logicas e inteligentes sempre se dariam bem no poker e que pessoas que sao ruins em matematica/logica e que joguem por instinto, jogariam mal.
Essa aproximação super-analítica me parecia correta em todas as maneira.
Eu falava com jogadores como H@llingol, MrSmokey1, Ozzy87, Sdouble, e mesmo TheTakover e me questionava como podem ter sucesso. São todos excelentes jogadores, mas sua forma de jogar era tao diferente da minha, que nao podia compreender. Nenhuns deles são adeptos em ficar calculando Pot Odds, ou ficar explicando a teoria de GAP, mesmo assim, eles eram jogadores muito bons. Eu tinha portanto que tentar entender o porque disso.

Eu li recentemente “introdução a Programação Neuro-Lingüística” por O'Connor e por Seymour. PNL é essencialmente um estudo psicológico das habilidades que conduzem ao sucesso em todos os aspectos da vida, especialmente a interações sociais. Eu aprendi muito sobre o processo de aprendizagem e a mente subconsciente neste livro. Em especial o seguinte:

Citações:
________________________________________
Os quatro estágios de aprendizado
1. Incompetencia inconsciente
2. Incompetencia Consciente
3. Competencia Consciente
4. Competencia Inconsciente

Desaprendizado é de 4 a 2.
Reaprendizado é de 2 a 4 com mais escolhas.
________________________________________

A qualquer um que ja estudou psicologia, está provavelmente muito claro que a mente subconsciente é muito mais poderosa e capaz do que a mente consciente, que é portanto a razão pela qual o processo de aprendizagem deve seguir na ordem listada acima.
Vejamos o poker por exemplo.

1. No início é somente um jogo. Você pode nao compreender o quanto é complicado e certamente nao vai se dar conta de que nao tem a minima nocao do que esta fazendo.
2. Uma vez que você começa a aprender as estratégia basicas, você começa a entender que voce realmente não tem noção nenhuma de como se jogar isso.
3. Após um tempo, as estratégias que voce está aprendendo começam a se enraizar . Você pode começar a pensar, "A8o em Early position. Os livros me dizem que preciso foldar isto, portanto vou foldar.
4. Você começa a foldar A8o em EP sem pensar muito a respeito. Sua mente subconsciente se apoderou dessa informação, e sua mente consciente tem agora “mais espaço” para pensar em outras estratégias.

A mente consciente é capaz de cinco a nove pensamentos ativos em uma só vez. A mente inconsciente é capaz de muito mais. É fundamental para aprendermos, que façamos com que nosso processo de pensamento consciente se enraize.

A primeira teoria que eu deduzi é "A sorte do aprendizado". Um dos problemas com o processo de aprendizagem no poker é que nosso cérebro é muito voltado para resultados (results oriented). Isso nem sempre funciona no poker. É extremamente dificil estar sempre separando nossos julgamentos sobre o que é , e o que nao é a maneira correta de se jogar.
Isto conduz à sorte, ou talvez eu deva dizer que o aleatório fará parte do processo de aprendizagem. Alguns jogadores irão 3-bet AK 4 vezes seguidas, e perder todos os 4, e podem começar jogar de maneira mais contida/devagar, seja isso algo consciente ou insconsciente. Se isto acontecer vezes suficientes, um hábito ruim pode alcançar o estágio 4 do processo de aprendizagem e se enraizar. Uma vez que este estágio é alcançado, torna-se muito mais dificil voltar atrás e consertar o problema, porque nesse ponto, não é mais visto como um problema, mas sim como uma solução.

Eu acho que jogadores lógicos e inteligentes são muito menos prováveis de serem afetados por "azar" no processo de aprendizagem. Pensando logicamente, podem se separar dos resultados.
No geral, somente uma porcentagem muito pequena de jogadores de poker são lógicos e inteligentes. Entretanto, uma porcentagem muito grande de jogadores “ganhadores” são lógicos e inteligentes. Isto se da por razões óbvias, portanto nao vou me aprofundar a respeito.

O que quero me aprofundar é sobre os jogadores não-logicos. Veja bem, nao mencionei a palavra inteligente, porque acredito que inteligencia é absolutamente necessaria para ser um grande jogadore de poker. Entretanto esses jogadores nao-logicos possuem um tipo de inteligencia distinta. De acordo com o Dr. Howard Gardner, existem 7 formas de inteligencia. Jogadores “Logicos e Inteligentes” possuem inteligencia Logica-matematica e geralmente inteligencia espacial/abrangente. Eu acho que jogadores não-logicos que são bem sucedidos possuem uma forte inteligencia intrapessoal, e de certo modo, inteligencia espacial/abrangente.


NOTA: Nao sou versado em psicologia. : Essas opiniões sao baseadas em minha observação limitada. Eu não posso dizer com precisão de que estou correto no que estou dizendo.

Que outros traços/aspectos, jogadores nao-lógicos bem sucedidos possuem? Eu vejo que eles jogam frequentemente por intuição, e não conseguem justificar corretamente/matematicamente seus atos. Eles possuem uma noção sobre o que seja POT ODDS, porem nao conseguem calcular com exatidão no momento da jogada, mesmo quando os cálculos são muito simples. Possuem geralmente pouca habilidade em gerenciamento de Bankroll, e não sao bons GRINDERS. Alguns sao perdedores em limites baixos e vencedores em limites altos. Como pode isso ser possivel?
Eu acredito que uma das maiores diferenças entre Low stakes e High stakes é a importancia de uma boa leitura da mão do seu oponente. Esse é um dos motivos pelo qual um jogador não-logico, vai inevitavelmente se sair muito bem.

A verdade porem é que a maioria de jogadores não-logicos, até mesmo inteligentes, irão falhar cedo em suas carreiras de poker. Isso me leva a pensar sobre a “sorte do aprendizado” que mencionei acima. Quando estao aprendendo, os jogadores Logicos-inteligentes, se prendem menos ao fator sorte, e sao capazes de analisar situaçoes de maneiras logicas de forma tão eficiente que conseguem retirar os resultados da equação.

Os jogadores não-logicos não são capazes de separar os resultados da mesma forma. Eles geralmente não leem livros que os ensinam que devam jogar de maneira solida/tight, calcular os PotOdds e seguir alguns fundamentos basicos para se darem bem. Esses fundamentos são aqueles necessarios para vencer, ainda mais verdade em se tratando de Low Stakes. Essencialmente o que estou querendo dizer é que estes jogadores precisam de muita sorte no inicio para aprenderem os fundamentos de maneira interna/enraizada. Passar desse estagio, aparentemente trivial, é muito dificil para a maioria desses jogadores. Os poucos que passam desse estagio, terao uma tendencia natural de ler cartas e individuos e se sairão relativamente bem nos limites mais alto, desde que tenham tido “sorte” de aprender de forma apropriada os fundamentos.

Eu me surpreendo com a quantidade de pessimas jogadas que os jogadores não-logicos sao capazes de fazer. Eu acredito que minha teoria de “sorte no aprendizado” explica isso. Eles geralmente tem grandes falhas em seus fundamentos porque nao tiveram tanta “sorte” no seu processo de aprendizagem. Entretanto, esses fundamentos fracos, sao geralmente ofuscados por uma leitura extraordinaria da mãos de seus oponentes, e é exatamente isso que faz com que esses jogadores se deem bem nos limites mais altos.

Nem sempre é essa a razão pela qual eles sao bem sucedidos, mas na maioria das vezes é esse o motivo pelo qual jogadores não-logicos conseguem vencer.

Eu tambem acho que jogadores logicos-inteligentes irão facilmente passar dos limites mais baixos com facilidade. Os fundamentos sao absorvidos de forma rapida, especialmente se os fundamentos foram ensinados de maneira correta e convencional. (observe que jogadores logicos, geralmente irão aprender através de maneiras bem convencionais, como leitura de um livro, enquanto que não-logicos geralmente nunca leram um livro ou artigo sequer.) Depois dos limites baixos, esses jogadores geralmente se deparam com uma barreira que nao conseguem transpor. Voce teve certa facilidade de fazer a transição para a 15/30 LHE, ou 3/6 NL online? Voce teve dificuldades de passar desses limites? Se sim, isso provavelmente aplica de forma direta a voce, pois sei que aplica duplamente para mim.

Muitas vezes esses jogadores terão grande sucesso devido seu pensamento logico e inteligente, porem não realizam de que a principal habilidade que precisam mestrar para conseguir começar a jogar os limites altos, é de que precisam de habilidade intrapessoal, ou seja, forte leitura de mãos. É um processo dificil e demorado de se desenvolver de maneira puramente analítica. A mente subconsciente é muito mais capaz de reconhecer os padrões do seu oponente.

Para mim, começei aprendendo a jogar Small Stakes LHE 6 max. Depois, mudei para SnG. Em ambos estes jogos, leitura de mãos são habilidades não tão importantes. Quando mudei para Cash game, a principio foi muito dificil para mim. Eu nao tinha a habilidade apropriada de leitura de mãos.

O ponto crucial para mim, foi quando comecei a confiar mais em meus instintos. Quando digo meus instintos, estou me referindo a uma inclinacão subconsciente muito sutil, que é muito melhor para me dizer que mão ou que RANGE de mãos meu oponente tem, e de que forma meu oponente irá agir nas futuras streets.

Eu acredito que os jogadores mais bem sucedidos do mundo são aqueles que conseguem mestrar ambos destes dois aspectos tão opostos. Voce definitivamente precisa aprender os fundamentos, e a melhor forma são através de etapas analíticas. Apos isso, voce deve aprender a desenvolver sua leitura de mãos, e a melhor forma de aprender isso é através de pratica, e distinguir que vozes da sua mente inconsciente voce deve ouvir e que vozes voce deve ignorar.

O processo de desaprender e reaprendizagem, que mencionei acima, sao tambem cruciais. As “vozes” são alcançadas quando voce atinge o estagio 4 do processo de aprendizagem, porem algumas vezes no poker, aprendemos algo errado. Se formos capazes de identificar esses problemas no nosso jogo, desaprender de forma apropriada, e reaprender de forma correta, estaremos sempre um passo a frente no jogo. Portanto, se voce tem uma “voz” dentro de voce dizendo “ CALL, é um pote grande” essa mesma voz esta brigando com outra “voz” que diz “ Isso é uma Value Bet, ele deve ter o Nuts com certeza”. É preciso que voce consiga externalizar quais desses 2 processos inconscientes é o mais apropriado para a situacão em questão. Em minha experiência pessoal, eu consegui achar a “voz” que consegue me dizer com muito mais precisão a mão do meu oponente, do que qualquer outra “voz” ou inclinacão que eu tenha quando estou jogando.

Quando voce esta aprendendo algo complexo como poker, eu acho que é muito importante primeiro dar uma olhada no processo de aprendizagem por si só, e ter uma idéia da jornada intelectual que voce esta prestes a embarcar. Eu cometi o erro de tentar externalizar todos meus pensamentos, sem realizar o quanto poderosa minha mente inconsciente pode ser. Existe um motivo pelo qual muitos jogadores de poker que jogam por intuiçao são bem sucedidos. Eles possuem habilidades intrapessoais, que fazem com que entendam não somente seu oponente, mas sim, como todo o jogo esta fluindo em determinado momento. Essas habilidades raramente sao discutidas nas rodas de poker, pois são muito difícies de serem racionalizadas/compreendidas.

A razão pela qual a mente inconsciente funciona melhor para esta tarefa é por causa da grande quantidade de informacão sendo processada. Nos podemos analisar a jogada do nosso oponente de maneira Analítica: “ Ok, ele deu raise preflop, e ele é um jogador bem tight/conservador, entao provavelmente ele tem uma boa mão. Ele apostou no flop, mas isso pode muito bem ser uma C.bet. Ele apostou menor no Turn, entao talvez ele tenha uma boa mão, mas esta com medo do Flush, ou talvez ele esteja me sugando através de uma mão realmente forte. Tambem é possivel que ele tenha um Par e um straight draw, ou algum tipo de Combo. Eu nao acho que ele seja um jogador que irá atirar um ‘second barrel’ com frequência, porem talvez ele esteja fazendo isso aqui pois acha que é muito improvável que esse board tenha me acertado com força.” Indo através de todas as possibilidades pode demorar um tempo e acho que é dificil se manter atento a todas os fatores envolvidos na leitura de uma mão através da mente consciente. Por isso que esse é um processo feito melhor de uma forma subconsciente.

No fim das contas, é sempre bom mantermos um equilibrio entre a mente analítica e a mente inconsciente. É raro conseguir mestrar essas 2 habilidades. Alguns chegarão ao topo de 1 dessas habilidades, entretanto se voce quer realmente ser um jogar versatil é importante que voce aprenda a utilizar ambas dessas tecnicas. Esse equilibrio não sera facil de ser encontrado, porem é uma meta que todo jogador de poker deve possuir.

ZeeJustin (Tradução: Vinicius do site Maiev)

domingo, 6 de abril de 2014

8,80 - 17,5K Garantido - 9o



Mais uma ajuda pra o bankroll.. o primeiro ganhava pouco mais de 5k. Quando cheguei à mesa final estava em 8o de 9 jogadores. Poderia ter esperado o último ser eliminado, pois ele só tinha 2 big blinds, mas numa mão, a mesa rodou em fold, o small era um jogador que também tinha sido o small na minha mesa semifinal, ou seja, eu já o conhecia: ele sempre shovava quando chegava até ele sem open raise. Quando ele shovou, não pensei duas vezes em dar call com A4o do BB, ele mostra K6 do SB (ou algo assim) e acerta o K no turn.. GG.. 
Poderia ter foldado, esperando o 9o ser eliminado e ganhado mais uns 200 dólares, mas ou você joga pra ganhar o torneio, ou nunca vai ser um jogador de sucesso. Foi uma oportunidade que tive de dobrar e acho que tomei a atitude certa, mesmo sendo eliminado.. that's poker.

segunda-feira, 31 de março de 2014

Gráficos da Pokerstars e Fulltilt Poker



Estou muito feliz com o meu jogo, mas como pode-se perceber pelos gráficos, preciso melhorar o meu jogo na Pokerstars, assim como minha escolha de torneios.
Apesar de ter conseguido alguns resultados nos últimos meses, como um 1o num MTT e como duas bolhas de FTs ontem, estou negativo no geral e se não fossem os torneios da FTP, já teria quebrado.
Já no FTP, os ventos continuam favoráveis.

Ultimamente tenho jogado nas segundas, terças e quartas à noite, tirando algum tempo para estudar o jogo através de livros e vídeos, principalmente e tirando 25% dos lucros mensais para torrar com qualquer coisa, principalmente livros e objetos de minha necessidade.

A tendência é continuar progredindo.